domingo, 23 de março de 2014

CACIMBA DE DENTRO - PB

CACIMBA DE DENTRO - PB
A ocupação do lugar teve início na primeira década o século XIX, após 1808, ocasião em que as primeiras famílias ali se fixaram atraídos por uma cacimba, uma fonte de água potável que resistia aos longos períodos de estiagem muito comuns na região.
Mas, foi a partir de 1850 que surgiram as primeiras casas que deram origem a futura cidade.
Os registros paroquiais, tanto de Bananeiras/PB como de Araruna/PB, demonstram que os primeiros habitantes eram considerados "pardos", o que significa dizer que eram fruto da miscigenação, provavelmente descendentes tanto das etnias indígenas que habitavam a região antes da colonização portuguesa com o próprio colonizador português.
O certo é que a localidade era denominada de SÍTIO CACIMBA DE DENTRO. 
A palavra "sítio" era utilizada para indicar uma extensão de terras maior do que "uma parte de terras". Bem diferente do sentido atual da palavra "sítio" que equivale a uma pequena fazenda.
Nesses sítios viviam várias famílias, geralmente ligadas por algum vínculo de parentesco. Cada qual explorando seu pedaço de terra, mas muito próximas uma das outras.
A historiografia "oficial" alega que a fundação da cidade está ligada a um cobrador de impostos chamado José da Rocha, que teria uma propriedade no local por volta de 1880.
No entanto, impossível desconsiderar o fato de que muito antes do ano apontado, várias famílias já estavam ali fixadas. Portanto, esse não foi o fundador da cidade.
Apenas para exemplificar, temos as famílias FERREIRA DE MELLO, ARAÚJO, CORDEIRO DE LIMA E COSTA, que lá estavam pelo menos três décadas antes do ano apontado como de fundação da cidade. 
1) Antonio, pardo, filho de Manoel Fernandes da Silva e Antonia Ferreira de Mello. Nasceu em 17/01/1856. Padrinhos Joaquim José de Vasconcellos e sua mulher Maria Ferreira de Mello.

 fonte: family search
 2) José, filho de José Ignácio de Araújo e Joanna Felinta de Araújo. Nasceu em 22/02/1856. Padrinhos: Francisco Guilherme de Araújo e sua irmã Narciza Maria da Conceição.

 fonte: family search

Duas décadas depois, a população já era considerável. Alguns exemplos:
1877 - Simplício, filho de Anacleto Rosendo e Josefa maria da conceição. Padrinho Francisco José dos Santos. Batismo: 24/04/1877.
fonte: family search
Manoel - filho de Miguel Francisco da Sila e Antonia Maria da Conceição. Padrinho Sérvulo d'Araújo Costa e Florentina Pontes. Batismo: 24/04/1877.
Sérvulo = filho de Servulo d'Araújo Costa e Florentina Pontes. Padrinhos:José Ferreira de Pontes e Francisca Laurina. Batismo: 24/04/1877.

fonte: family search
Hermenegildo - filho de Alexandre da Costa e Maria Marcolina do Espírito Santo. Padrinhos: Miguel Soares dos Anjos e Laurinda Maria da Conceição. Batismo: 24/04/1877.  
fonte: family search 
João - filho de Manoel Cordeiro de Lima e Anna Joaquina das Dores. Padrinhos: Pedro Ricardo da Costa .  
      
fonte: family search

3 comentários:

Eliton S. Medeiros disse...

Parabéns Isabel, voce mais uma vez nos presenteia com seus achados!!!!!!!!

Abs

Eliton

Jahson Melo disse...

Peço que me ajude a achar informação sobre meu bisavô, viveu e constituiu família em alagoa grande PB, por volta de 1890 a 1930. Ele se chamava Domingos Netto Pereira de Mello, porém, dizem que ele tinha o sobrenome (Marques de Almeida). Deixo aqui meu e-mail. Jasson_melo@hotmail.com

isabel pinto disse...

DOMINGOS NETTO PEREIRA DE MELLO, filho de Adonias Pereira de Mello e Rita Marques de Melo nasceu em Pernambuco não na Paraíba.
Ele assinava também como DOMINGOS MARQUES PEREIRA DE MELLO.
Foi casado com AMÁLIA DE ALMEIDA MARQUES, filha de João Bernardes de Almeida e Mariana Marques de Almeida, natural da Paraíba.
Dois de seus filhos: FERNANDO, nascido em 20/04/1911 e MARIA (nascida em 11/08/1918), ambos nascidos em RECIFE/PE.
Não encontrei nada em ALAGOA GRANDE entre 1900/1920.